Um novo mundo

Quando se é mãe, por alguns momentos pode parecer que o tempo demora a passar e que algumas fases nunca vão terminar. Como o puerpério, com um micro bebê que demanda muito, consome noites de sono e nos deixa cansada e emocionalmente esgotada.

Curiosamente, essas fases vão embora e, num piscar de olhos, a criança já fez 1, 2, 3 anos… Meu filho vai fazer 4 anos no próximo mês – e tem horas que até eu desacredito do quão rápido isso aconteceu.

Mas o fato é que cada momento é único e cada fase é diferente. Ano passado ele deixou de ser um bebê, largou chupeta, fralda, várias mudanças. Agora, nesse ano, estamos adentrando um novo mundo: o das atividades além da escola.

Ele começou aulas de natação e taekwondo. E é interessante assisti-lo conhecendo essas novidades. Na natação começa a ganhar confiança. Mas o que mais me chamou a atenção foi o taekwondo: ele vai trabalhar disciplina, concentração, companheirismo e trabalho em equipe, respeito pelo professor e pelos coleguinhas… a despeito do desastre que foram as primeiras aulas (rs), acredito no processo e logo ele vai conseguir assimilar e aprender muito.

Por ora, fico aqui, do meu lugar de mãe, observando tudo acontecer, a evolução dele como criança, orgulhosa, claro, mas, acima de tudo, aprendendo junto. É um novo mundo encantador. E, embora me sinta saudosa do bebezinho que até outro dia estava no colo, estou entusiasmada com esse novo mundo e muitos outros que ainda virão.

Publicado por

Fabiola Mininel

Jornalista, mãe e apaixonada por moda

Deixe uma resposta